// //



WWW.COMPENDIO.COM.BR

Professores e funcionários fazem protesto em Curitiba contra Ratinho Junior.

No dia 29/04/2019, milhares de professores e funcionários da rede estadual de ensino se reuniram em Curitiba para uma grande passeata contra o governador Ratinho Junior, que, a exemplo de Beto Richa, vinha sinalizando cortes de investimentos na educação. Na pauta das revindicações estava a cobrança para que o dinheiro roubado das escolas na gestão Richa fosse devolvido com o pagamento da data-base e investimentos para que os alunos possam dispor dos recursos necessários. No mesmo ato, houve também manifestação contra a reforma da previdência, que penaliza de forma brutal o funcionalismo público e trabalhadores de baixa renda. A manifestação contou também com a participação de outras categorias como: policiais civis e agentes penitenciários.

O dia 29 foi escolhido em memória do massacre promovido pelo ex governador Beto Richa em 2015, que, de forma violenta, hospitalizou mais de 200 professores e funcionários.

compendio.com.br, 30/04/2019.

Assista ao vídeo




Diferente dos brasileiros franceses reagem a reforma da previdência.

Greve da educação é encerreda no Paraná.

Governador do Paraná apresenta proposta e greve é suspensa para avaliação dos servidores.

Greve dos servidores no Paraná ganha força e reúne 30 mil nas ruas de Curitiba.

Diretores e diretoras de escolas estaduais do núcleo de Loanda/PR manifestam apoio a greve dos servidores em carta aberta.

Cai por terra argumento de Ratinho Junor de que a greve era apenas de sindicalistas.

A DIFERENÇA PRAGMÁTICA ENTRE COVARDES E ACOVARDADOS

Assembleia estadual da APP-Sindicato aprova greve a partir do dia 25 de junho.

Ministétio Público diz que capitalização na previdência é inconstitucional.

Em carta o Papa Francisco se solidariza as duras provas pelas quais o ex presidente Lula tem passado.

Leia mais...
Leia mais...