// //



WWW.COMPENDIO.COM.BR

Historiador aponta fortes relações entre fala de Bolsonaro e o Nazismo.

Na semana do Dia Internacional do Holocausto o deputado Jair Bolsonaro, foi indiciado por racismo pela Procuradoria Geral de República(PGR). Segundo o professor Gherman, “um ano depois de pesar negros por arrobas e de dizer que afro brasileiros “não podem mais procriar”, o deputado fascista é indiciado por racismo. Claro, parece óbvio que essas afirmações sejam racistas. Mas o interessante é que essas falas foram feitas em um clube judaico e que o indiciamento vem na semana do dia do holocausto.” Na gravação feita em 2017, Michel Gherman, professor do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IH-UFRJ), condena atitude do público que aplaudiu fala do parlamentar em tradicional clube judaico.

compendio.com.br, 24/09/2018.




Corrupção na família Bolsonaro emprega funcinários fantasma.

Lula pede para que seus eleitores votem em Fernando Haddad para presidente

Beto Richa candidato a senador pelo PSDB é preso por corrupção.

Em nova decisão ONU reafirma que Brasil é sim obrigado a permitir candidatura de Lula

A síntese de um país que não tem como dar certo numa só imagem.

Lula só não vence em primeiro turno se justiça brasileira desrespeitar determinação da ONU e caçar sua candidatura.

Juristas comentam decisão da ONU sobre direitos políticos de Lula.

Beto Richa, ex governador do Paraná, é condenado em segunda instância.

Festival Lula Livre ganha as redes e a mídia internacional

Leia mais...

Leia mais...