// //



WWW.COMPENDIO.COM.BR

Juristas comentam decisão da ONU sobre direitos políticos de Lula.

“Segundo a nossa Constituição, tratados internacionais sobre direitos fundamentais e políticos que o Brasil assina são lei aqui, acima das leis comuns. É uma decisão contundente.” Essa afirmação é do jurista e professor de Direito Constitucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Pedro Serrano.

Para Lenio Streck, jurista e professor de Direito Constitucional: “o artigo 5º, parágrafo 2º, da CF dá azo a que se dê obrigatoriedade a tratados que tratem de direitos humanos. É o que se chama de bloco de constitucionalidade. Por essa tese monista, é possível sustentar a obrigatoriedade quando se trata de direitos humanos. Seria o caso da decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU.”

A manobra da grande mídia brasileira de tentar vender a ideia de que não há obrigatoriedade de cumprimento da decisão da ONU, não se sustenta e alimenta ainda mais a tese de prisão política do ex presidente Lula, que segue em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto em que seu nome é citado.

compendio.com.br, 19/08/2018.




Historiador aponta fortes relações entre fala de Bolsonaro e o Nazismo.

Corrupção na família Bolsonaro emprega funcinários fantasma.

Lula pede para que seus eleitores votem em Fernando Haddad para presidente

Beto Richa candidato a senador pelo PSDB é preso por corrupção.

Em nova decisão ONU reafirma que Brasil é sim obrigado a permitir candidatura de Lula

A síntese de um país que não tem como dar certo numa só imagem.

Lula só não vence em primeiro turno se justiça brasileira desrespeitar determinação da ONU e caçar sua candidatura.

Beto Richa, ex governador do Paraná, é condenado em segunda instância.

Festival Lula Livre ganha as redes e a mídia internacional

Leia mais...

Leia mais...