// //



WWW.COMPENDIO.COM.BR

Em Assembleia Estadual da APP Sindicato educadores do Paraná decidem manter estado de greve.

Embora quase metade dos profissionais em educação, presentes na assembleia realizada no dia 03/03/2018, votassem a favor da definição de uma data para início da greve estadual, a maioria decidiu por manter o estado de greve e organizar uma agenda de mobilizações contra medidas ilegais promovidas pelo governo do Estado, Beto Richa do PSDB, que inclui o não pagamento de reajustes da inflação, punição a professores doentes, redução de hora atividade, diminuição de salários de professores contratados, etc.

No entanto, essa decisão pode mudar a qualquer momento, se aumentar número de presentes, na próxima assembleia, com desejo de deflagrar uma greve imediatamente.

compendio.com.br, 04/03/2018.




Greve da educação é encerreda no Paraná.

Governador do Paraná apresenta proposta e greve é suspensa para avaliação dos servidores.

Greve dos servidores no Paraná ganha força e reúne 30 mil nas ruas de Curitiba.

Diretores e diretoras de escolas estaduais do núcleo de Loanda/PR manifestam apoio a greve dos servidores em carta aberta.

Cai por terra argumento de Ratinho Junor de que a greve era apenas de sindicalistas.

A DIFERENÇA PRAGMÁTICA ENTRE COVARDES E ACOVARDADOS

Assembleia estadual da APP-Sindicato aprova greve a partir do dia 25 de junho.

Ministétio Público diz que capitalização na previdência é inconstitucional.

Em carta o Papa Francisco se solidariza as duras provas pelas quais o ex presidente Lula tem passado.

Para a CNBB Reforma da Previdência sacrifica os mais pobres

Leia mais...
Leia mais...